quarta-feira, 17 de janeiro de 2018

Hérnia do hiato - suas causas e sintomas

Como podem ver na imagem a hérnia do hiato é quando uma porção de estomago sobe para cima através do orifício chamado hiato e forma uma pequena bolsa.
Parece haver um conflito entre o estômago, o diafragma e a válvula de passagem do esófago para o estômago.
O diafragma é um músculo, uma cúpula muscular que separa a cavidade torácica da abdominal. Também tem uma abertura chamada hiato, que está localizada entre o estômago e o esófago, e é neste local que a hérnia hiatal ocorre.
Na hérnia há uma contração do diafragma por falta de tónus muscular, e um fracasso do hiato esofágico em manter as devidas estruturas por baixo dele.

Causas e Sintomas
A principal causa apontada é ter o diafragma fraco o que permite que parte do estômago suba para cima. Esta hérnia formada enfraquece a válvula cárdia que fica entre o esófago e o estômago, esta válvula passa a não fechar bem e o ácido e a comida sobem do estômago para o esófago, o que provoca todos os sintomas queixados pelas pessoas que tem este tipo situação.

A pessoa tem sempre um incomodo e uma dor constante ao apalpar a zona. O ácido do estômago tende a subir e provoca azia, ardor, tosse, irritação na garganta.
Algumas pessoas referem que não sentem azia, são as que tomam omeoprazol ou algum fármaco semelhante, este medicamento é um inibidor da bomba de protões, o que significa isto? Que inibe a produção do ácido clorídrico pelas células do estômago e que vem sendo utilizado para controlar o sintoma de diversas doenças em que a acidez estomacal incomoda.
Percebamos, que o mau estar que sentimos como azia ou ardor não é por um excesso de acido no estômago, mas porque devido à hérnia, a válvula não fecha e o conteúdo do estômago sobe para o esófago e provoca essa sensação. Todos sabemos que o estômago precisa de acidez, de acido clorídrico para fazer a digestão. Sem acidez como vai o estômago digerir proteína animal?

Outra causa apontada é a postura, normalmente as pessoas que desenvolvem este tipo de hérnia, têm uma postura encurvada, não andam direitos, o que de certa forma pressiona o estômago. Também não andam direitos porque têm uma certa fragilidade a nível da coluna e dos músculos laterais da coluna, então a pessoa anda descaída.
Normalmente são pessoas com algum nível de stress, com ansiedade, por isso têm uma respiração curta.
Sabemos que há uma respiração curta e uma fraqueza no músculo da respiração - o diafragma. Podemos perguntar se foi a fragilidade do músculo que levou a uma respiração rápida ou foi uma respiração rápida que levou o músculo a ter pouco tónus?
  Temos que nos perguntar, para podermos ajudar-nos.

Outra característica é o sedentarismo, tendem a respirar rápido, a comer rápido, e a sentarem-se de seguida muito rápido.

Segundo o Dr. Denis Parsons Burkitt, a dieta ocidental é muito pobre em fibras, o que leva a um estado de obstipação cronico e é preciso muita força para evacuar, o que poderia explicar maior incidência de hérnia de hiato nos países ocidentais.

Vamos imaginar uma situação:
Uma mulher de carater ansioso e a viver em estado de stress cronico, tem obstipação, não evacua todos os dias, o que provoca pressão e volume na cavidade abdominal. Sua alimentação além de não ser adequada ao seu problema de saúde, ainda é rápida ao ser ingerida, logo mal mastigada, com um café em cima. A pessoa depois de almoçar senta-se no seu posto de trabalho ou em outro local, mas numa posição sentada e muitas vezes curvada.
A descrição acima concebe a hérnia do hiato.
A pessoa é nervosa, respira rápido há muitos anos e não faz exercício físico, nem de respiração profunda, logo tem menos tónus no diafragma , junto vai ter pressão abdominal porque não evacua, depois come rápido, seu estômago precisa de tempo e espaço para poder digerir, está apertado por baixo devido à pressão abdominal, o músculo acima dele está fraco, o estômago força e a cria a bolsa.
O café cria muito acido clorídrico, além daquele que era normal para digerir a refeição, e quanto mais ácido o estômago produz para fazer frente aquilo que se come, mais acido pode subir pelo esófago e provocar mal estar.

O que fazer?
Do meu ponto de vista, o começo deve ser o de querer ficar bem, não ir contra a doença, mas fazer tudo aquilo que lhe for possível para apoiar o corpo. Um corpo com boa digestão, com boa evacuação, com boa respiração, com alguns exercícios que vão tonificar os músculos, tudo isto forma uma terapêutica de saúde, que vai fazer com que a doença diminua.
A conversa já vai longa, por isso continua num outro poste onde explicarei, o que a pessoa deve fazer para ganhar saúde frente a este problema.


Uma forma menos boa de colocar o pé



Cometer erros é como uma forma menos boa de colocar o pé, você pode simplesmente pisar uma pedra, ou posicionar o pé tão mal que tropeça e cai. Instintivamente e como reflexo automático nossa mente e nosso corpo identifica o problema e tenta resolve-lo,... mais... você aprende com ele e não volta a colocar o pé no mesmo sitio e da mesma forma.
Com outros erros...aqueles que cometemos no dia-a-dia é igual, só temos de os reconhecer...até porque nos foi dado essa capacidade de registarmos tão facilmente as coisas más, precisamente para as podermos evitar...já se sabia que o erro fazia parte da Vida humana.
Você é humano...eu sou humana...você cai...eu caio...nós erramos...e depois? Aprendemos com eles...aprendemos entre quedas, andar sem cair.

terça-feira, 16 de janeiro de 2018

Tratamento natural da Gota


A gota é uma das mais dolorosas formas de artrite. Ocorre quando se acumula demasiado ácido úrico no corpo o que provoca depósitos de cristais nas articulações.

 Causas Possiveis
O ácido úrico surge pelo metabolismo das purinas, uma subclasse de proteínas que são abundantes nos tecidos humanos e em determinados alimentos, como carnes, e órgãos de animais.
Existe também um certo número de fármacos que podem aumentar os níveis de ácido úrico no sangue e a sua tendência para formar cristais irritantes. Estes incluem os Salicilatos, um componente da aspirina; Diuréticos que podem estar prescritos para a hipertensão, edema ou doenças cardiovasculares. Outros são Ciclosporina (utilizado para prevenir a rejeição de órgãos transplantados) e a Levodopa usada na doença de Parkinson.
O consumo de álcool, excesso de peso, a exposição ao chumbo no ambiente também aumenta o risco de gota em indivíduos geneticamente suscitáveis.
É possível ter níveis elevados de ácido úrico e nunca desenvolver gota.

Normalmente o ácido úrico dissolve-se no sangue, passa pelos rins e sai do corpo através da urina. O que acontece na gota é uma acumulação excessiva de ácido úrico que o corpo não consegue eliminar, ou porque comemos muitos alimentos ricos em purinas, ou porque o corpo aumentou a produção de ácido úrico, ou porque os rins não eliminam suficientemente ácido e este acumula-se no corpo.

O primeiro ataque de gota geralmente ocorre no dedo grande do pé, que fica dolorido, inchado, quente e vermelho, no entanto pode afetar outras articulações, como tornozelos, calcanhares, punhos, dedos e cotovelos.

Antigamente, associava-se a gota à riqueza, quem tinha gota, só a tinha porque era rico e tinha uma alimentação rica, de tal forma que juntava cristais.
Penso que nos dias de hoje não precisa de ser rico para ter gota, mas para a não ter, precisa como primeira linha de defesa, hábitos e estilo de vida saudáveis, associado a uma dieta anti-inflamatória.

O que evitar:
- Evitar carnes (principalmente carnes jovens), que são fontes particularmente ricas em ácido úrico, assim como reduzir leguminosas, como feijões e ervilhas. Também não deve comer o caldo do cozimento de carnes, nem a água onde cozeu os feijões.
- Evitar o café ou outras fontes de cafeína.
- Não consumir álcool. O álcool leva o organismo a produzir grandes quantidades de ácido úrico, principalmente a cerveja. Além de reduzir o ritmo de eliminação do ácido a cerveja tem um maior teor de purinas que o vinho.
- Não beber bebidas gaseificadas, como refrigerantes, pois têm gás carbónico que entra na formação da estrutura de bases nitrogenadas e pode levar a desencadear uma crise.
- Perder os quilos que tem em excesso.

O que fazer:
- Beber 8 copos de água por dia.
- Linhaça - os ácidos gordos da linhaça limita a produção de leucotrienos pró-inflamatórios que são os mediadores da inflamação e da lesão tecidular que se observa na gota.
- Cereja - demonstrou-se que o consumo abundante de frutas frescas como cerejas, morangos e outras, ricas em antocianidinas é muito eficaz na redução dos niveis do ácido úrico e na prevenção da gota. Pode fazer monodietas e ficar 1 a 3 dias a comer unicamente a mesma fruta, sendo as mais indicadas, melancia, morangos, mas a com mais resultado na gota é a cereja.
- Abacate - sabe-se que o abacate baixa os niveis de ácido úrico no sangue.
- Cúrcuma - Esta especiaria tem um composto - a curcumina - que inibe a síntese das substâncias chamadas prostaglandinas que se encontram no organismo e que exacerbam a dor. A curcumina também estimula as supra-renais para que libertem cortisona do organismo, a qual é um aliviador potente da inflamação e da dor que esta pode causar.
- Um excelente suco é o de Beterraba, Cenoura, Pepino e Agrião, bater tudo no liquidificador, coar e beber em jejum por 21 dias, depois medir novamente os niveis de ácido úrico.

Plantas para a Gota
Limão - O sumo de limão alivia as dores reumáticas e a gota. Como depurativo atua eliminando o ácido úrico. Beba em jejum 1 copo de água com sumo de 1 limão maduro.
Todos os cítricos são bons.

retirada da net
Sementes de Aipo - Ferver por 5 minutos, 1 colher de sementes de aipo em 2 chávenas de água. Deixar repousar tapado por 10 minutos, coar e beber durante o dia, dependendo da gravidade dos sintomas.
Com este chá há quem consiga manter os níveis de ácido úrico normais, devido à sua ação anti-inflamatória.

Harpagophitum ( Garra do Diabo) - Esta planta diminui os níveis de ácido úrico e que tem uma ação anti-inflamatória, o que também diminui a dor. Pode tomar em chá ou em cápsulas.

Outras plantas a beber são: Cavalinha, Urtiga, Dente-de-leão, Carqueja, Salsaparrilha e Bétula. Estas plantas encontram-se com facilidade em ervanárias.

Tratamentos Externos:
- Aplicações de argila, que diminuem a inflamação e aliviam a dor.
  Pode dormir todas as noites com aplicação de argila.

retirada da net
- Banhos de temperatura progressiva - colocar a articulação afetada em água morna e ir acrescentando água quente. Se esta água for de um cozimentos de  Espigas de Pinheiro, Urtigas ou de Rosmaninho, mais benéfica se torna. Pode alternar estes banhos com compressas de água fria, 15 minutos o pé em agua quente e depois 15 minutos com toalha fria na zona, volta à agua quente e termina com aplicações frias. Esta é a melhor forma de desinflamar a zona.

Qualquer pessoa para deixar de ter uma "doença", tem de focar na Saúde, tem de fazer uma boa alimentação, tem de amar o Mundo e a si próprio, tem de querer fazer por si, sair à rua a caminhar, a correr, a sorrir e a querer ter uma Vida Digna de Ser Humano.

segunda-feira, 15 de janeiro de 2018

Sopa de Millet


Já vos falei do Cereal Millet e das seus benefícios na Saúde.
A receita que vou dar a seguir -sopa de millet - é magnifica. Pode e deve ser comida tanto por crianças, como por idosos, tem tudo de bom, além disso não sobe a glicemia, não sobe a insulina no corpo e é rica em nutrientes. Não há que congelar, porque esta sopa faz-se em 20 minutos.


RECEITA
Ingredientes:

- Meia chávena de millet, que vamos colocar a cozer. Coze em 10 minutos.
- 1 cebola picada.
- 1 cenoura cortada em pedaços pequenos ou rodelas.
- 1 alho francês pequeno ou metade de um grande, cortado ás rodelas.
- 1 chávena de coentros picados.
- sal e azeite.

Millet cozido.





Saltear a cebola picada sem mais nada, na panela onde vai fazer a sopa, se necessário acrescentar umas gotas de água.


Juntar o alho francês.


Mexer, deixar murchar um pouco.
Acrescentar a cenoura cortada.
Cobrir os legumes com agua, temperar de sal, tapar e deixar cozer.


Quando os legumes estiverem cozidos, acrescentar o millet cozido.
Deitar 1 colher de sopa de azeite.


Triturar com a varinha magica.
Juntar coentros picados.
Está feita a nossa sopa.
Todos vão gostar!










Suba a arvore e veja os os possiveis caminhos da floresta



Por vezes estamos na vida, como se tivéssemos numa floresta colados a uma árvore, e o que vemos?
Com os pés no chão e com as costas fincadas no tronco de uma árvore, a nossa visão ao redor é limitada...vemos uns poucos metros à frente e se tivéssemos que sair daquele lugar dificilmente acharíamos o caminho.
O que teríamos de fazer? 
Ganhar toda a força, agilidade, coragem e subir a árvore, e a visão seria outra, avistávamos muito mais longe, percebíamos da existência de vários caminhos de saída...que não estávamos encurralados, somente com uma visão da situação reduzida.

Há dias que pensamos que a nossa vida não tem saída, mas se nos afastarmos da situação, vemos que há muitos caminhos. Há sempre saída. Nunca estamos presos e quando estamos é porque não vemos que a porta está aberta.

domingo, 14 de janeiro de 2018

Como tratar um Resfriado com Hidroterapia?


Na maior parte dos casos os chamados resfriados que em Portugal se chamam "constipações", são vistos como infeções virais benignas do trato respiratório superior e que afeta o nariz e a garganta. Na Ciência da Saúde, este tipo de problema é um indicador de que as coisas não estão muito bem, é um sinal de que temos de nos cuidar um pouco mais.
Trago-vos um tratamento com técnicas de Hidroterapia.

Hidroterapia é o nome dado a um conjunto de técnicas aplicadas ao corpo, nas quais se usam principalmente água, mas que têm uma ação fisiológica grande no nosso organismo.

O que fazer em caso de Resfriado?

Vamos atuar aos primeiros sintomas, que são os sintomas de frio:
- Espirros
- Arrepios, com pele de galinha
- Secreções aquosas pelo nariz
- Tosse

Caso os sintomas sejam de dor de garganta, febre, expetoração amarela, não fazer este tratamento.

Vamos fazer um chá com:
- 5 rodelas de gengibre
- 3 anis estrelados
- 1 pau de canela
- cascas de limão

Deixar ferver por 3 minutos o gengibre, o anis e o pau de canela, apagar o lume, deitar as cascas de limão e tapar. Deixar repousar 10 minutos.

Para tratamento hidroterápico, fazemos um Escalda-pés, e vamos precisar de ajuda de outra pessoa.

Como fazer um Escalda-pés?

Materiais necessários:
- Toalha para colocar no chão
- Balde ou alguidar para pôr os pés dentro
- Agua fria e quente
- Cafeteira elétrica, caso não tenha, usar o fogão.



Preparar uma cadeira, o balde para colocar os pés, aquecer a água.
No balde deita-se um pouco de agua fria e completa-se com quente até sentir com o dedo que está quente mas não a queimar.
Colocar os pés dentro do balde.


Enrolar a pessoa sentada, inclusive o balde com o lençol, como mostra a imagem.
Enrolar por cima o cobertor.
Molhar a toalha de mãos em agua fria e colocar na cabeça, presa atrás, como mostra a imagem.


Dar a beber o chá quente indicado acima. Tem ação diaforética, de fazer transpirar.


De 5 em 5 minutos acrescentar agua quente. Como a água arrefece, temos de constantemente juntar água quente, a temperatura da água deve ser sentida pela pessoa não como morna, mas como quente (suportável).


Ao colocar mais água, a pessoa deve recolher os pés de forma a não se queimar.
Voltar a tapar o balde, com o lençol e com o cobertor. 
Fazer este tratamento por 30 minutos.

No fim levanta-se os pés e molha-se-os com agua fria, como mostra a imagem.


Com um recipiente, no meu caso um jarro, deitar água fria rapidamente por cima dos pés, para fechar os poros. Limpar e secar bem os pés. Calçar meias e não apanhar correntes de ar, nem ir para a rua.
Vestir uma roupa quentinha.

Esta é uma forma caseira de tratar-nos, ao elevarmos a temperatura do corpo, fazemos frente ao resfriado e suas manifestações, porque uma baixa temperatura corporal diminui a resistência a vírus e bactérias.

Este tratamento pode ser feito tanto em crianças como em adultos, em praticamente todas as pessoas, excepto as que são insulinodependentes.

Faço um agradecimento especial à minha modelo que se voluntariou para me ajudar a demonstrar o procedimento.

Espero que tenham percebido, alguma duvida podem perguntar. 
Esta é a melhor forma para fazer frente a um resfriado.

Millet - Um cereal a consumir!


Os cereais são consumidos desde os tempos antigos, eles saciam o organismo, combatem a fome e nutrem o corpo.
Millet é um dos grãos de cereais mais antigos, há registos de cultivo deste cereal há cerca de 10 mil anos atrás na Ásia ocidental, pertence à família do milho, muito consumido na alimentação Macrobiótica.

Para mim, ele é um cereal a ter lugar fixo na prateleira da despensa alimentar. Tem poucas calorias, é rico em nutrientes essenciais, e não tem glúten.
É o alimento a consumir em todos os problemas de estômago, quando a criança chega a casa com problemas intestinais, pode jantar uma papinha de Millet, o idoso que não faz bem a digestão, que almoçou mas até tem medo de jantar porque tudo lhe cai mal, simples, come millet. O sabor? É maravilhoso, muito suave, por isso as crianças gostam e pode ser consumido tanto como pequeno almoço a substituir as papas de aveia, onde também se pode juntar frutas e frutos secos, ou em sopas, ou simplesmente cozido como se fosse arroz.

Millet é entre os cereais, o mais alcalinizante, por isso é muito bom para repor minerais essenciais para o bom funcionamento do nosso corpo, como proteínas, fibras, vitaminas, aminoácidos essenciais, ferro, magnésio, potássio, fosforo, manganês, etc. É tão rico que é chamado de "Cevada de Ouro".



Quem precisa de comer Millet?
- Já vimos que é o alimento para quem tem estômago "fraco", quem tem gastroenterite, gastrite, ulcera, hérnias, más digestões por problemas nervosos, tudo relacionado com o estômago. Como é um alimento bem digerível também ajuda no bom funcionamento intestinal.

- Por ser rico em magnésio e fósforo, é ideal para quem tem problemas de pressão alta, equilibra a tensão arterial e reduz o risco cardiovascular. Cereal bom para o coração, mas também para o pulmão, porque é benéfico na asma.

-  As pessoas com diabetes tipo 2 deviam de abandonar ou reduzir o pão, e substituir por alimentos que controlam a subida da glicémia, neste caso pelo millet. Abdicar do pequeno almoço hiperglicémico de leite e pão, e passar a comer millet com frutos secos - excelente. A macrobiótica aconselha o Millet na alimentação dos diabéticos, porque acha que ele recupera o pâncreas.

- Millet é o cereal anti-anemia, é rico em ferro, ajuda na oxigenação do sangue e na produção de células sanguíneas.

- O fosforo e o manganês atuam na formação dos ossos e dentes, e o magnésio na absorção do cálcio, portanto é um excelente alimento para a estrutura óssea, logo deve ser consumido por crianças em crescimento, pessoas com problemas ósseos, caries, osteoporose, etc..por todas as pessoas na terceira idade.

- Ao contrario do trigo, ele previne o envelhecimento, porque tem substâncias antioxidantes que eliminam os radicais livres, além disso aumenta os níveis de colagénio nos tecido o que promove uma melhor elasticidade da pele.

- Ajuda a emagrecer, porque tem um aminoácido responsável por reduzir o apetite, que é o triptofano, e sendo muito rico em fibras satisfaz o estômago rapidamente evitando os ataques de gula.
O triptofano faz aumentar os níveis de serotonina no corpo, por isso aconselhável na alimentação das pessoas com quadros depressivos, porque vai tranquilizar a pessoa, reduzindo os seus níveis de stress.
Ao tranquilizar e reduzir os níveis de stress,  melhora a qualidade do sono.

- Obrigatório na mesa dos que não digerem glúten - pessoas celíacas,  este cereal reduz os problemas associados a este desequilíbrio.

- Ajuda a ganhar massa muscular, porque é rico em proteínas e em lisina que é um aminoácido que retarda a degradação muscular. O Millet ajuda no ganho de músculos mais fortes e grandes.
- No caso de gravidas e lactantes, o seu consumo é obrigatório e indicado em grandes quantidades, uma vez que dobra a produção de leite.

- Por conter queratina, que é uma proteína essencial, combate a queda de cabelos, devido à presença de magnésio ajuda a reduzir as inflamações do couro cabeludo como caspa, eczema e psoríase, e ainda previne a calvície.

Convenci-vos?
É um cereal para ter em casa e consumir?
Sim. Sempre.
Onde comprar? Eu compro no hipermercado Jumbo, mas penso que dietéticas também têm e não é muito caro, além de que é rentável.

Foto retirada da net
O millet cozido pode servir para acompanhamento, junto com couve flor faz um puré delicioso, pode ser usado tanto em hambúrgueres como em almôndegas, saladas, pode-se fazer leite vegetal e servi-lo como papas de pequeno-almoço. 
Não há porque não usar Millet.